Comerciante posta vídeo em rede social e acaba autuado por pesca predatória

Um comerciante, de 60 anos, morador de Maracaju, foi autuado pela Polícia Militar Ambiental de Jardim na quinta-feira (22) por pesca predatória. A PMA constatou o crime através de um vídeo divulgado nas redes sociais, em que ele exibe peixes capturados no rio Brilhante, dois dias antes do fechamento da pesca.

No vídeo, um dos exemplares da espécie pintado aparece com um anzol de galho na boca (petrecho proibido), que teria sido utilizado na captura. As imagens mostram ainda que o infrator tinha capturado oito exemplares de pintado de grande porte, o que excede a quantidade permitida para captura – que é de 10 kg, mais um exemplar e cinco exemplares de piranha por pescador amador.

O homem foi identificado, mas não estava mais com os peixes. Mesmo assim ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.800 por prática de pesca em quantidade superior à permitida por lei e com o uso de petrechos proibidos. O autuado responderá por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção. As informações são da Polícia Militar Ambiental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here