Chefão do tráfico internacional é alvo de ataque com bombas na fronteira

Destruição foi grande na fronteira Brasil_Paraguai _ Correio do Estado

Traficante internacional identificado como Zacarias, chefe do “Bando do Zacarias” e um dos principais distribuidores de drogas da fronteira, foi alvo de ataque de guerra com bombas e granadas na madrugada desta quarta-feira, em Ypehú, cidade paraguaia vizinha do município sul-mato-grossense de Paranhos. A ação, resultado da disputa entre grupos rivais do crime organizado, aterrorizou moradores.

Conforme relatos, executores atacaram a fortaleza dele por volta das 03h30, demolindo estruturas e incendiando veículos e o que mais fosse possível. Ao todo, três residências ligadas ao traficante e uma garagem de veículos localizada no bairro Virgen del Rosario foram destruídas.

Duas mulheres e um bebê de seis meses chegaram a ser arrastados de uma das casas para que o local fosse queimado. De acordo com o site Capitan Bado, o número de envolvidos ainda não foi divulgado, mas o grupo estava em cinco caminhonetes, com fuzis e metralhadoras. Não há informações sobre mortos.

Zacarias é suspeito de ter encomendado a morte do policial civil Aquiles Chiquin Júnior, ed 34 anos, executado em uma academia em Paranhos no dia 14 de junho de 2016. Este crime teria sido motivado por vingança, já que o irmão do policial teria participado da chacina ocorrido no mesmo município, e que vitimou aliados de Zacarias.

Na ocasião foram mortos Bruno Vieira de Oliveira, 26, Mohamed Youssef Neto, 31, Rodrigo da Silva, 28, Denis Gustavo, 24, e Arnaldo Andres Alderete Peralta, 32. Anderson Cristiano, 27, e Diego Zacarias Alderete Peralta, 26, sobreviveram, mas o segundo teve a perna amputada em razão do ferimento.

O ATAQUE – O ataque a Zacarias lembra a ação orquestrada para a morte de Jorge Rafaat Toumani, ocorrida em Pedro Juan Caballero em junho de 2016. Conhecido à época como o Rei da Fronteira, pois controlava o tráfico de drogas, contrabando e setores específicos do comércio, ele foi alvo de emboscada enquanto deixava seu escritório no centro da cidade. Sua caminhonete foi surpreendida por outra que levava uma metralhadora .50. Ele morreu no local. (Correio do Estado).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here