Aeroporto da Capital terá investimento de R$ 39,9 milhões para reforma e ampliação

Tenente-brigadeiro Paes de Barros durante entrevista na assinatura da ordem de serviço (Foto: Marina Pacheco/Campo Grande News)

Foi assinada nesta quinta-feira (18) a ordem de serviço que autoriza a reforma e ampliação do Aeroporto Internacional de Campo Grande, que deve começar daqui a um mês. Mas, vale lembrar que mesmo em obras, os usuários poderão usar o local como de costume.

Ao todo, R$ 39,9 milhões serão investidos na obra que deve gerar mais de 2 mil empregos diretos e indiretos. Além da reforma e modernização, será construída uma nova central de utilidade, central de gás e reservatórios e adequação das vias de acesso ao aeroporto.

O evento contou com a presença do presidente da Infraero, o brigadeiro do Ar Hélio Paes de Barros que avaliou  com bons olhos a decisão da reforma. “Precisamos acertar alguns detalhes do projeto. Entretanto o funcionamento continuará normalmente, pode gerar alguns transtornos [com o canteiro de obras] , mas é para melhorar. Ao final, entregaremos um aeroporto moderno e sustentável”.

A proposta da reforma e ampliação do aeroporto é dar mais conforto aos passageiros e também aos funcionários fixos e equipes de bordo que passam pelo local todos os dias.

A previsão é de que as obras sejam concluídas dentro de 18 meses. Conforme informações da Infraero, o aeroporto de Campo Grande é um dos 40 aeroportos considerados essenciais e que há tempos precisava de um investimento deste porte.

Canteiro – Quando as obras chegarem ao fim, dentro de 18 meses, o terminal de passageiros será 65% maior, passando de 6.185 m² para 10.027 m²; a sala de embarque passará de 480 m² para 1.740 m²; e o saguão de 1.508 m² para 2.916 m².

A capacidade do terminal passará dos atuais 2,5 milhões de passageiros por ano para 4,5 milhões. A climatização do terminal será modernizada, assim como os sanitários. Além disso, o terminal contará com projetos de sustentabilidade através do reaproveitamento da água da chuva e do sistema de climatização.

Também haverá aumento das áreas comerciais do terminal, garantindo mais rapidez aos passageiros e usuários, já que ela será ampliada em quase 50%, passando de 560 m² para 842 m². E para garantir a fluidez dos viajantes, serão instalados mais três balcões de check-in e mais dois equipamentos de raio-x. A reforma deverá gerar mais de 2 mil empregos diretos e indireto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here