Assassino de motorista de aplicativo foi preso nesta quinta-feira na Capital

Igor Cesar de Oliveira, suspeito do crime — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Nesta quinta-feira (16), foi preso Igor César de Lima de Oliveira, 22 anos, acusado pelo assassinato do motorista da Uber Rafael Baron, de 24 anos de idade. O crime aconteceu na noite da última segunda-feira (13), no Jardim Campo Nobre, em Campo Grande.

Segundo informações da 5ª Delegacia de Polícia Civil, a prisão foi feita após um acordo, na qual a polícia após identificar o suspeito entrou em contato com a família do acusado.

Igor foi preso no escritório do seu advogado de defesa e alegou ter tido uma crise de ciúmes e na qual disse “ter perdido a cabeça”, por achar inadequada a postura do motorista que, durante a corrida, teria puxado conversa com a esposa dele.

O acusado pela morte de Rafael Baron informou à polícia que atirou duas vezes já que a arma só estava carregada com essas duas balas, e que comprou a arma, um calibre 38, logo que saiu da cadeia. Sabe-se que Igor já tem passagem pela polícia e respondia na Justiça por crime de roubo.

Agora, ele foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, pelo motivo fútil e recurso que dificultou defesa da vítima, Rafael, que foi atingido por dois tiros à queima roupa, um no pescoço e outro no braço.

Na frente da delegacia que cuida do caso, mais de 20 motoristas de aplicativos se reuniram em forma de protesto assim que foi divulgada a prisão de Igor César de Lima Oliveira, acusado pela morte de Rafael Baron, também motorista de aplicativo. Os manifestantes não acreditam na versão contada por Igor e suspeitam de uma tentativa de roubo que não deu certo.

Caso – Conforme informações da 5ª Delegacia de Polícia Civil da Capital (5ªDP), o autor do crime, César de Lima de Oliveira, chamou o serviço de Rafael por um aplicativo de celular, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jardim Leblon, onde havia levado a esposa, grávida de quatro semanas, que passou mal. Igor se sentou no banco da frente e a esposa no banco detrás.

No trajeto até a residência do casal, o motorista teria puxado conversa com o casal, feito algumas perguntas para a esposa de Igor quanto ao uso de uma tipoia. Há pouco tempo, a mulher sofreu um acidente de moto e por isso estava com o braço imobilizado.

Enciumado, Igor desceu rapidamente do carro e foi até a casa onde mora para pegar a arma do crime, enquanto a esposa acertava a corrida. No entanto, a mulher por não ter dinheiro trocado teve de ir até a casa para pegar mais dinheiro. Nesse meio tempo, em que Rafael aguardava, Igor retornou e disparou dois tiros contra a vítima que foi pega de surpresa e não teve possibilidade de defesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here