Campo Grande comemora 15ª edição do Dia Nacional do Campo Limpo

Central de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas de Campo Grande, gerenciada pela Acra (Associação Campo-Grandense de Revendas Agrícolas), comemora sucesso do programa de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas

 A celebração do Dia Nacional do Campo Limpo, em 18 de agosto, já reuniu cerca de um milhão de pessoas em todo o Brasil, desde sua primeira edição em 2005. Este ano, quando o evento comemora seu 15º aniversário, a maioria das atividades acontecerá, excepcionalmente, no dia 16 de agosto, incluindo a cerimônia oficial, em Bebedouro (SP).

Com o tema “Juntos, semeando o campo limpo”, a celebração reunirá os participantes do Sistema Campo Limpo (programa de logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas), além das comunidades do entorno de unidades de recebimento de embalagens vazias para compartilhar os resultados e benefícios gerados pelo Sistema, que é referência no país e no mundo.

“As inúmeras atividades representam uma oportunidade para a comunidade conhecer o trabalho do Sistema Campo Limpo. Também contribuem para aumentar a conscientização e o envolvimento de todos em nosso programa, cada vez mais bem-sucedido em cuidar do meio ambiente e manter o campo limpo”, destaca João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), entidade gerenciadora do Sistema. Rando destaca a importância de comemorar as mais de 500 mil toneladas de embalagens vazias retiradas dos campos e destinadas de forma ambientalmente adequada, em 17 anos de operação, número que é um marco na trajetória do programa.

A central de recebimento do município tem em sua programação o DNCL Portas Abertas, o DNCL na Escola e Universitário, que promovem ações voltadas para estudantes de ensino fundamental, médio e universitário; e o DNCL Ação Comunitária, que estimula o envolvimento da comunidade em práticas a favor do meio ambiente.

Confira:

 

Modalidade DNCL Portas Abertas

Data: 16 de agosto

Horário: 8h

Local: Av. Henrique Bertin, 8.895

Público: 400 participantes – alunos e comunidade

Entrada franca

 

 

 

Modalidade DNCL Universitário

Data: 13 de agosto

Horário: 7h30

Local: Universidade Dom Bosco – UCDB

Público: 60 participantes – universitários e professores

Entrada franca

 

Modalidade DNCL Ação Comunitária

Coleta de resíduos

Data: 16 de agosto

Horário:  a partir de 8h

Local: Avenida Mato Grosso com Via Park

Público: 100 participantes – comunidade

Entrada franca

 Modalidade DNCL na Escola

Data: 12 de agosto

Horário: a partir de 7h30

Local: Escolas municipais de Campo Grande

Público:  120 participantes – alunos e professores

Entrada franca

 Para mais informações, acesse inpev.org.br/dncl.

 Sobre o Dia Nacional do Campo Limpo

O Dia Nacional do Campo Limpo foi instituído no calendário brasileiro em 18 de agosto, por meio da Lei Federal 11.657 de 16 de abril de 2008. Desde então, cerca de um milhão de pessoas, de todo o país, já participaram das comemorações. A celebração da data é realizada pelas unidades de recebimento de embalagens vazias, com apoio do inpEV, seus associados fabricantes de defensivos agrícolas, entidades representativas do setor (Abag, Aenda, Andav, Andef, Aprosoja, CNA, OCB e Sindiveg), organizações públicas (governo municipal e estadual) e privadas, além de outros apoiadores locais.

Sobre o inpEV

Há 17 anos, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) atua como entidade gerenciadora do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo

O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here