Rose Modesto analisa candidatura à Câmara Federal

A vice-governadora de Mato Grosso do Sul, Rose Modesto (PSDB), admitiu em entrevista à Rádio CBN Campo Grande, nesta semana, a possibilidade de ser candidata a deputada federal nas eleições de outubro.  Aos jornalistas Otávio Neto e Lucas Mamédio, a tucana disse que a candidatura está sendo analisada e que deve anunciar uma decisão até junho.

Na entrevista, Rose disse que o Brasil vive um período de recuperação e por esse motivo o cidadão precisa continuar acreditando no país. “Eu me preocupo muito quando alguém diz que não vai mais votar em ninguém. Eu prefiro que a pessoa diga que não concorda com as minhas ideias. Mas o eleitor precisa encontrar alguém em quem ele aposte”, afirmou Rose.

Rose Modesto também comentou os desafios do governo no começo da gestão. As medidas impopulares, segundo ela, trouxeram dificuldades. A tucana defendeu a gestão de Reinaldo Azambuja pois, conforme ela, foi o único governador dos últimos anos que governou na crise. Na defesa, Rose salientou que, ao contrário de outros estados, Mato Grosso do Sul está entre a minoria que conseguiu cumprir os compromissos.

Sobre a disputa pela Prefeitura de Campo Grande nas eleições de 2016, ela reconheceu que a candidatura desafiou sua capacidade de atuação política.

Ao falar sobre os recentes escândalos de corrupção que desgastaram a imagem da classe política no país, a vice-governadora foi enfática. “Acho que os governos têm que deixar de ser populistas, ser responsáveis. [Nós políticos temos que] saber que em período de campanha quando você faz as promessas de campanha, pode ter certeza que o eleitor vai cobrar. E é bom que seja assim. Porque é dessa forma que as coisas mudam”, opinou.

Graduada em história pela Universidade Católica Dom Bosco, Rose Modesto começou a carreira política em 2008 como vereadora de Campo Grande, cargo para o qual foi reeleita em 2012. Em 2014, lançou a candidatura a vice-governadora na coligação encabeçada por Reinaldo Azambuja, ambos do PSDB. Após irem para o segundo turno, foram eleitos com 741.516 votos.

PESQUISA

A corrida para as oito vagas da Câmara dos Deputados em Mato Grosso do Sul vai ser bem disputada. Segundo apurou a Ranking Comunicação e Pesquisa, em consulta espontânea, a atual vice-governadora, Rose Modesto (PSDB) seria eleita.

A pesquisa da Ranking foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com os números BR-0386-4/2018 e MS-00351/2018. Foram feitas 1.200 entrevistas em oito regiões que abrangem os 79 municípios de Mato Grosso do Sul no período de 1º a 05 de fevereiro. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro 2,83% para mais ou para menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *