Estado repassa R$ 7,2 milhões a fornecedores do Hospital Regional

Geraldo Resende conversa com integrantes da equipe do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul _ Assessoria

O Governo do Estado efetuou, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), pagamentos da ordem de R$ 7,2 milhões a fornecedores de insumos, serviços e produtos hospitalares objetivando regularizar o custeio do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS). Os pagamentos foram feitos na segunda-feira (25.2), atendendo determinação do governador Reinaldo Azambuja, que tem priorizado a melhoria do atendimento na saúde pública no Estado, neste segundo mandato.

De acordo com o secretário da SES, Geraldo Resende, o compromisso do governador é colocar em dia os pagamentos referentes a 2018 e regularizar o fluxo de repasses neste ano. “O HRMS tem prestado um grande serviço à população de Mato Grosso do Sul, e com a regularização dos repasses, esse atendimento será cada vez melhor”, salienta.

ATENDIMENTOS – Em entrevista concedida nessa terça-feira (26.2) a uma rádio da Capital, Geraldo Resende relacionou uma série de serviços ofertados pelo HRMS em 46 especialidades médicas, abrangendo sete linhas de cuidados. Segundo ele, somente em janeiro, a unidade prestou 19.226 atendimentos ambulatoriais, além de 69.883 exames (cardiognósticos, hemodinâmica, imagem e laboratoriais). Também realizou 803 cirurgias no período.

“É uma unidade hospitalar que o Governo do Estado investe R$ 30 milhões por mês e presta um atendimento de alta qualidade em diversas especialidades. Logicamente há aspectos em que precisamos melhorar e este é o compromisso do governador”, afirmou. Segundo o secretário, o HRMS tem, em seu corpo clínico, 397 médicos ativos e 855 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

PROADI/SUS – Durante a entrevista, o secretário anunciou a adesão de Mato Grosso do Sul ao Proadi/SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde), executado pelo hospital Sírio Libanês, que tem unidades em Brasília e São Paulo. O projeto trata do aumento da eficiência da atenção hospitalar e o objetivo é aplicá-lo no HRMS.

“O Sírio Libanês é uma das instituições de maior credibilidade do País na área de gestão hospitalar, e estamos pedindo para o mesmo nos ajudar a discutir uma nova missão  para Hospital Regional. Com isso, teremos condições de utilizar tecnologias que terão impacto positivo nos indicadores de eficiência interna”, afirma o secretário.

Após a entrevista, o Geraldo Resende fez uma visita ao HRMS sendo recepcionado pelo diretor-presidente Marcio Eduardo de Souza Pereira. Acompanhado de uma equipe de médicos, foram visitados o Centro Obstétrico, a Unidade Intermediária, o setor de  Neonatal e o Método Canguru, além de  UTIs.

 

LEGENDA

Geraldo Resende conversa com integrantes da equipe do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here