Famosa pela festa da linguiça e produção de soja, Maracaju completa 95 anos hoje

Famosa pela festa da linguiça, a cidade de Maracaju completa, nesta terça-feira (11),  95 anos de emancipação política. A data foi celebrada logo pela manhã, às 8h, horário em que iniciou o tradicional desfile cívico, na Avenida Ceará, com a participação de escolas públicas, órgãos municipais e estaduais, entre outros segmentos da sociedade.

Há cerca de 160km de distância de Campo Grande, Maracaju é conhecida dentro e fora do Mato Grosso do Sul pela a fabricação da linguiça de Maracaju que, no ano de 2015, recebeu o registro de Identificação Geográfica (IG). Cortes bovinos de primeira linha, como coxão mole, alcatra, picanha, contrafilé e filé mignon, e ainda temperos regionais e modo exclusivo de produção são o diferencial do produto.

Atualmente, Maracaju se destaca também pela grande produção de grãos, mais especificamente a soja. Em termos populacional, o município possui cerca de 47 mil habitantes, segundo o último senso do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

História – A região de Maracaju foi inicialmente ocupada por jesuítas espanhóis que tiveram suas reduções desmanteladas por ação dos bandeirantes paulistas, iniciada por Antônio Raposo Tavares. A região, no séc XXIX, serviu e endereço para personalidades históricas como Gabriel Francisco Lopes e seus irmãos Joaquim e José, esse último que posteriormente recebeu o apelido de Guia Lopes.

Sabe-se que devido a invasão paraguaia, período de guerra, determinou o abandono da região, retornando a maioria de seus moradores para Minas Gerais.

Em 1922, João Pedro Fernandes, radicado no local denominado São Bento, hoje, Sidrolândia, transferiu sua farmácia para Santa Rosa, município de Nioaque e à margem direita do Rio Brilhante. No ano seguinte, em consequência de um surto de malária e atendendo apelo dos moradores, transferiu seu estabelecimento comercial para a região onde hoje se ergue a cidade de Maracaju.

Espírito empreendedor, João Pedro procurou instalar uma escola e, com o apoio dos
moradores, organizou a “Sociedade Incentivadora da Instrução de Maracaju”, instalado a 25 de dezembro de 1923. O desenvolvimento constante do novo povoado levou o governo do Estado a criar o Distrito de Maracaju, pela Resolução 912, de 08-08-1924.

O progresso da cidade também se cruza com a história da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil que no ano de 1944 inaugurou uma estação dentro de Maracaju, fato esse que ajudou a desenvolver ainda mais a região.

Nos dias de hoje, Maracaju se destaca tanto pela Festa da Linguiça que, anualmente, atrai turistas como, principalmente, pela produção de soja.  De acordo com a pesquisa sobre a produção agrícola municipal, divulgada pelo IBGE, com 982,2 mil toneladas de soja colhidas, Maracaju é o 12º na lista na lista dos maiores produtores do Brasil e o primeiro produtor de grãos do Mato Grosso do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here