A pavimentação de 49,6 quilômetros da rodovia MS-460 no distrito de Água Fria pelo Governo do Estado – com acessos à BR-060 e à MS-162 -, em Maracaju, beneficiará diretamente as 222 famílias de pequenos agricultores do Assentamento Santa Guilhermina. A produção de hortifrutigranjeiros, mandioca e feijão local é destinada à merenda escolar da rede municipal de ensino e também abastece o Ceasa, em Campo Grande.

Ovanio, do assentamento Santa Guilhermina: governo nos tirou do isolamento

A ligação asfáltica da Água Fria com dois eixos rodoviários reduzirá em quase 80 quilômetros a distância que os caminhões percorrem para escoar a produção do assentamento até Maracaju, em época de chuvas. “Quando chove, não tem como sair a produção pela MS-160, devido aos atoleiros, e ficamos praticamente isolados”, afirma o presidente da associação dos parceleiros, Ovanio José Costa. “A gente usa um desvio de 170 quilômetros para chegar à cidade.”

Desvio onera produtor

Segundo o líder dos colonos, a temporada chuvosa causa um transtorno não apenas para quem depende de prazos para entregar sua produção e não consegue trafegar pela MS-460. “O prejuízo é também para os grandes produtores e para todos os moradores que precisam se deslocar para Maracaju, principalmente para quem está doente e necessita de atendimento de urgência”, acrescenta Ovanio Costa. “Na chuva, a viagem retarda em até duas horas.”

Localizado em uma região de grande produção de grãos (soja e milho), o Santa Guilhermina está em franca expansão agrícola com o apoio técnico da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer). Com recursos próprios e do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Estado já destinou mais de R$ 2 milhões para projetos e custeio e entrega de óleo diesel e sementes. Na semana passada, o governador Reinaldo Azambuja doou à comunidade uma patrulha mecanizada no valor de R$ 160 mil.

Serviço de terraplenagem avança pela MS-460, que acessa a uma região de grande produção de grãos

“O nosso governador tem dado atenção ao nosso assentamento que nenhum outro governo deu”, comemora o assentado Ramão Andréa Garcia, 46. “Antes do Reinaldo a gente não tinha nada, nem estrada. Agora, chegou o asfalto, temos a presença da Agraer e essa patrulha mecanizada será nossa redenção”, conta o agricultor, que cultiva hortaliças, mandioca e feijão em sua gleba. “O maquinário vai facilitar o preparo da terra e o plantio, que eram na inchada.”

Obra em duas frentes

O Governo do Estado investe R$ 63,3 milhões na pavimentação dos 49,6 quilômetros da MS-460, dos quais cerca de 40 quilômetros já receberam capa asfáltica. O lote de responsabilidade da empresa Equipe Engenharia – 28 km do entroncamento com a MS-162 até o distrito –, tem 82% do trecho concluído e será entregue em junho próximo, conforme cronograma da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul). A terraplenagem atingiu 98%.

Agricultor Ramão Garcia, ao lado da patrulha mecanizada entregue por Reinaldo Azambuja

O outro trecho do projeto – Água Fria ao entroncamento MS-166/BR-060 –, em execução pela empresa Nautilus Engenharia, tem uma extensão de 21 km, com 71% pavimentados. Os serviços de terraplenagem alcançaram 15,5 km.  As fortes chuvas na região, em abril, atrapalharam o andamento da obra; contudo, os serviços nas duas frentes retomaram e estão em ritmo acelerado. O tráfego de veículos já é intenso nos trechos asfaltados da via.

Sílvio Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro