Crise provou o fechamento de 200 estabelecimentos na região central de CG

0
2

Levantamento realizado pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), entre os meses de fevereiro e março, aponta que, somente no quadrilátero que compreende as ruas Rui Barbosa e Calógeras, e as avenidas Fernando Correa da Costa e Mato Grosso, no centro da Capital, existem 200 estabelecimentos fechados. A pesquisa, porém, não contabilizou os prédios com salas comerciais, o que pode tornar o número ainda maior.

De acordo com dados da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (JUCEMS), o número de empresas fechadas em 2016 cresceu 21% em relação ao ano anterior, quando 2.191 empresários tiveram que encerrar suas atividades no estado. Em 2016 o número saltou para 2.670, sendo 245 empresas falidas somente em dezembro.

Segundo o presidente da Associação Comercial, João Carlos Polidoro o cenário é reflexo do descaso e da demora do setor público em fazer os investimentos na região. “É necessário revitalizar o Centro. Nos últimos seis anos, a falta de investimentos aliada aos altos custos com aluguéis, elevada carga tributária e queda no poder de compra dos consumidores contribuíram fortemente para que diversas empresas fechassem as portas na Capital”, contribuiu.

Confira os números de imóveis fechados por rua, no quadrilátero que compreende as ruas Rui Barbosa e Calógeras, e as avenidas Fernando Correa da Costa e Mato Grosso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here