Na média de todos os estados e categorias de machos anelorados pesquisados pela Scot Consultoria, os preços ficaram praticamente estáveis nos últimos sete dias.

São duas as situações encontradas no país.

De um lado, o bom volume de chuvas em alguns estados, como o Pará, colabora para o aumento na procura por animais de reposição. No estado, o boi magro (12@) está cotado em R$1.550,00, alta de 0,6% nos últimos sete dias.

Por outro lado, em outras regiões as pastagens ainda estão em recuperação, o que colabora para um ritmo mais lento nos negócios e para a queda nos preços. Além disso, as incertezas quanto ao mercado do boi gordo colaboram para manter os compradores cautelosos. Este é o cenário mais comumente encontrado.

Em Mato Grosso, o boi magro (12@), garrote (9,5@) e o bezerro desmamado (6@) estão cotados em R$1.650,00, R$1.440,00 e R$1.050,00 por cabeça, respectivamente. Em relação à semana anterior, o bezerro desmamado caiu 0,9%.

Em curto prazo, a expectativa é de que os preços continuem sem força para grandes altas principalmente para as categorias mais jovens, que devem apresentar um incremento de oferta este ano.

Fonte: Scot Consultoria