Policiais militares ambientais de Batayporã realizavam patrulhamento fluvial pelo rio Ivinhema ontem (7) pelo Parque Várzeas do Ivinhema, no município de Taquarussu, quando flagraram e deram voz de prisão a dois pescadores que praticavam pesca predatória dentro da área da Unidade de Conservação, com petrechos proibidos e ainda capturavam pescado fora da medida permitida pela lei. Eles pescavam em um barco de alumínio armando espinhéis e anzóis de galho (petrechos proibidos). Todo o material foi apreendido.

Os pescadores amadores, de 46 e 23 anos, residentes em Porto Rico (PR), que praticavam a pescaria ilegal, tinha um acampamento como base próximo ao Porto XV de Agosto e já havia pescado estocado das espécies Pintado, Cachara, Palmito, Barbado e Pacu. Com eles foram apreendidos 37 kg de pescado, um barco, um motor de 40 hp, dois espinhéis e 15 anzóis de galhos.

Os pescadores, o pescado e os materiais apreendidos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Taquarussu, onde eles foram autuados em flagrante e saíram depois de pagamento de fiança. Se condenados pelo crime de pesca predatória poderão pegar pena de um a três anos de detenção. Os autuados também foram multados administrativamente em R$ 2.840,00, cada um.