Foto: Divulgação

O Prefeito Marcos Marcelo Trad, assina a ordem de serviço autorizando a empreiteira vencedora da licitação a iniciar pela Avenida Lúdio Coelho a reposição da fiação subterrânea furtada nos últimos dias em várias avenidas da cidade.

Em consequência do furto, várias avenidas que são corredores de acesso a diferentes regiões da cidade, estão sem iluminação pública.

A reposição da fiação da iluminação pública   furtada vai custar aos cofres públicos R$ 240.973,20, incluindo o material e mão de obra.

Na tentativa de dificultar os roubos, os fios serão “enterrados” em valetas de um metro profundidade, abertas com retroescavadeiras, quando antes, o cabeamento ficava só a 40 centímetros abaixo da superfície.

De acordo com o gerente da Iluminação Pública, Elionei Francisco, “Também vamos pedir o apoio das autoridades de segurança para que investiguem os receptadores, já que é muito difícil conseguir o flagrante para prender os ladrões”, diz.

A Sisep (Secretaria de Infraestrutura de Serviços Públicos) tem recebido diariamente reclamações de moradores sobre a falta de iluminação em alguns corredores onde ciclistas e pedestres dividem a ciclovia.  Na Lúdio Coelho, por exemplo, a fiação foi  furtada num trecho de quase 2 quilômetros, da Rua Vital Brasil até a  Rua dos Roseiras, divisa dos bairros Bonança e Buriti. Na Avenida Ernesto Geisel os ladrões levaram  3 quilômetros de fiação entre as avenidas Manoel da Costa Lima e Rua Ezequiel Ferreira, já no Aero Rancho. O mesmo problema acontece na Salgado Filho, sobre o viaduto Hélio Macedo.

Os casos de furtos tem boletim de ocorrência registrado para desencadear um processo de investigação da Polícia. Os ladrões vendem aos receptadores os fios de cobre por R$ 10,00 o quilo, revendido às indústrias pelo dobro do preço.