Seintrha amplia em 71% frente de recuperação de ruas esburacadas

0
3

As empresas de tapa-buracos que mantêm contrato com a prefeitura reiniciaram os trabalhos na terça-feira (3). O início se deu um dia depois da reunião que o prefeito Marquinhos Trad teve com os diretores das empreiteiras. Além disso, as equipes de trabalho foram ampliadas em 71%.

Ainda na terça-feira foram iniciadas 12 frentes de serviços distribuídas por toda a cidade, abrangendo o centro e as regiões urbanas do Bandeira, Prosa, Segredo, Prosa, Imbirussu, Anhanduízinho e Lagoa.

A recuperação dos trechos mais críticos da malha viária asfaltada de Campo Grande começou com sete equipes. Hoje, foram incorporadas mais cinco e até sexta-feira outras cinco estarão fazendo o serviço, atingindo as 17 frentes de trabalho definidas na reunião que o prefeito teve com os representantes das empresas.

A Pavitec iniciou frentes de serviços nas avenidas Mato Grosso; Mascarenhas de Moraes e José Nogueira Vieira. Vai recuperar também trechos críticos nas ruas Lagoa Prata, da Divisão, Antonio Barros Pinto e Marquês de Pombal.

A Selco está atuando nas avenidas Vitório Zeola, Florestal, Aeroporto, Amélio Baís e nas ruas Cândido Mariano, Antonio Maria Coelho, 15 de Novembro e Pedro Martins. Terá ainda equipes nas avenidas Cônsul Assaf Trad, Ernesto Geisel, Rachid Neder, Mato Grosso, Interlagos e Costa e Silva, além da Rua Vitor Meireles.

Já a Wala Engenharia atuará nas avenidas Marquês de Herval; Gualter Barbosa; Murilo Rolim e nas ruas Jerônimo Albuquerque e Taquari.

O secretário de Infraestrutura, Rudi Fiorese, lembrou que o ritmo do serviço de tapa-buraco dependerá das condições climáticas. Nos dias de chuva o trabalho fica comprometido. “Tapa buraco com solo úmido é desperdiçar dinheiro público. O serviço não vai ter durabilidade”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here