Trabalho social colocou Sérgio Nogueira na Câmara de Vereadores

0
24
Jornalista Eli Sousa Entrevista Sérgio Nogueira

No exercício do segundo mandato consecutivo de vereador em Dourados, Sergio Nogueira ao ser entrevistado pelo jornalista Eli Sousa (Diamante FM), falou da confiança depositada na administração da prefeita Délia Razuk, esperando ela consiga superar a crise com competência e criatividade.

Ao fazer uma retrospectiva entre o primeiro e o segundo mandato, o vereador Nogueira atribuiu ao trabalho realizado na área social como sendo o responsável direto pelo voto de confiança recebido da população. “Por 10 anos presidi uma ONG que cuidava de 450 crianças, além de ter sido membro do conselho fiscal da APAE, e membro ativo até hoje da Sociedade Pestalozzi”, destacou o vereador douradense.

De acordo com o entrevistado, seu mandato foi e continua sendo direcionado para pessoas com deficiência, além de crianças da educação. “Nós criamos em 2014 a Lei Amigo das Crianças, que consiste a concessão de um título para pessoas físicas e jurídicas que ajudam a destinar recursos para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente”, informou o Vereador, acrescentando que com isso houve um salto de crescimento considerável de R$ 60 mil para R$ 500 mil.

Conforme explicações do vereador Sergio Nogueira, Dourados é uma cidade economicamente em condição de poder oferecer uma contribuição anual de R$ 2 milhões somente com o advento da lei que incentiva, que divulga e que concede aos contribuintes o título de Amigo das Crianças.

Outro projeto relatado pelo Vereador douradense define o mês de setembro como “Setembro Amarelo”, além da criação do Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio, lembrando que “o Brasil é o oitavo país do mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde, em índice de suicídios”, acrescentando dentre os 27 estados da federação, Mato Grosso do Sul figura na quarta colocação no número de casos de suicídios no Brasil, e Dourados em segundo lugar.

“É uma posição vergonhosa para a cidade que representa a segunda maior economia e o segundo maior colégio eleitoral sul-mato-grossense, esse alto índice de suicídio que atinge não só os aldeados como também os universitários”, criticou Sérgio Nogueira.

Ainda conforme observação feita pelo Vereador, o suicídio acomete pessoas praticamente de todas as idades e camadas sociais, justificando assim a importância da criação do programa de prevenção para salvar vidas, e, segundo ele, os resultados começaram aparecer com o surgimento do Grupo

Amor a Vida, além da criação de um curso de prevenção ao suicídio dentro Unigran (Universidade da Grande Dourados), com a participação de mais de 80 alunos. O problema é tão preocupante que o Vereador convocou uma audiência pública para não mascarar a verdade sobre o suicídio.

O mandato

Explicando que colocou o mandato a disposição da comunidade douradense, Sérgio Nogueira esclarece que não é somente para ‘correr atrás de coisas que estão acontecendo’, mas pra ser proativo e assim atender os interesses da sociedade que anda receosa da classe política.

Durante a entrevista concedida ao jornalista Eli Sousa, o parlamentar douradense foi didático ao detalhar que o trabalho do vereador se resume em três frentes: criar boas leis, fiscalizar o executivo para que ele não cometa crime de responsabilidade, e ver a dor das pessoas, que prática significa olhar com olhar de compaixão, explicando que “quando você ver a dor de uma mãe que não consegue vaga numa creche, de um morador que tem colocar um sacolinha plástica no pé para sair de casa porque não tem asfalto, você busca meios para solucionar o problema”.

Para não deixar a comunidade desassistida, Sergio Nogueira disse que tem batido de maneira insistente à porta dos gabinetes dos deputados e federais em busca de recursos financeiros para ajudar entidades como a Associação dos Pais e Amigos dos Autistas da Grande Dourados.

Orgulho, o Vereador informou que já conseguiu uma área de 2,5 mil metros quadrados em região privilegiada, além de uma emenda do deputado federal Geraldo Resende R$ 400 mil, valor que o governador Reinaldo Azambuja colocou mais R$ 400 mil, dinheiro destinado para construção da sede própria da entidade. Inicialmente, ressaltou o Vereador, o projeto em execução prestará atendimento para 65 famílias.

Ação parlamentar

Em visita aos gabinetes dos deputados estaduais, Sérgio Nogueira argumentou que sua estada em Campo Grande na última quarta-feira (31) foi para dirimir dúvidas junto ao Tribunal de Contas do Estado. Juntamente com o presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul, Jeovani Vieira dos Santos, o parlamentar douradense participou de uma audiência com o presidente do TCE-MS, Waldir Neves.

O resultado do encontro, que contou com a participação dos deputados estaduais Mara Caseiro (PSDB) e Lídio Lopes (PEN), foi considerado satisfatório. “Conseguimos, praticamente, o encaminhamento para a solução de um problema que acomete os 79 municípios”, arguiu Sérgio Nogueira.

Oposição consciente

Ao comentar sobre o trabalho quem vem realizando na Câmara Municipal de Dourados, Sérgio Nogueira, que ocupar o cargo de vice-presidente da Casa, também participa da composição da Mesa da UCMS como vice-presidente, argumentou tomou posição de trabalho em prol do município. “Tudo aquilo que for bom para Dourados, a prefeita Délia Razuk terá o meu apoio”, declarou o parlamentar, prometendo empenhar-se ao máximo para que a cidade continue crescendo com qualidade de vida para todos.

Com base na exposição acima, o vereador douradense foi categórico ao responder que, apesar dos inúmeros escândalos envolvendo políticos, vale muito apena acreditar na política, mencionando que cabe ao eleitor o poder de escolher político ficha limpa para representá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here