Instituto divulga resultado sobre avaliação administrativa de Dourados

Este ano o Instituto Ranking esteve pela segunda vez em Dourados para fazer levantamento de dados relacionados à administração municipal.  A cidade é a segunda mais populosa de Mato Grosso do Sul.

Os números coletados mostram os erros e acertos da administração, as necessidades do município, e às expectativas da população. Os dados foram divulgados na tarde de quinta-feira, 16 de maio.

A pesquisa realizada entre os dias 4 a 13 de maio, entrevistou 1.200 pessoas de 16 anos acima, idade permitida em lei para votar. O intervalo de confiança é de 95% e margem máxima de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo Instituto Ranking, grande parte dos entrevistados consideram a gestão da atual  prefeita de Dourados, Délia Razuk (PR), como regular (40,25%). Logo em seguida, os índices que a avaliam como ruim ou péssimo ficam na casa dos 37,33%, enquanto apenas 15,16% avaliam como ótima ou boa, por fim, 7,26% não souberam ou não quiseram opinar.

Ao serem questionados sobre os principais problemas da cidade, a maioria das pessoas, 55,08%, respondeu que são os buracos no asfalto, que mais geram insatisfação. Em seguida, com 42,58%, as questões de saúde, falta de remédios e  qualidade dos atendimentos, foram as que ficaram em segundo lugar em termos de descontentamento.

Em ordem decrescente, a pesquisa também aponta os problemas de recapeamento e pavimentação (38,25%), desemprego (36,41%), segurança (32,83%), drenagem e saneamento (27,75%), mobilidade/trânsito/sinalização (22,50%) e abandono dos bairros (19,33%).

Câmara de Dourados – Segundo consulta da Ranking Comunicação e Pesquisas, 40,75% dos douradenses classificam de ruim ou péssima a atuação do Poder Legislativo local e apenas 12,45% a têm como boa ou ótima. Para 30,25% é regular, enquanto 16,59% não responderam ou não souberam responder.

Eleições municipais – Outro ponto levando na pesquisa foram as intenções de votos para a chefia do Executivo Municipal, projeções para eleições de 2020. Conforme dados do Instituto, segue a seguinte ordem: Marçal Filho (15,25%); Renato Câmara (5,41%); Geraldo Rezende (3,08%); Rodolfo Nogueira (2,75%); Barbosinha (2%); Alan Guedes (1,75%) e Délia Razuk (1,33%), Brancos, nulos e indecisos ficaram em 67,18%, o maior percentual até mesmo se comparado aos primeiros colocados na lista.

A pesquisa está em conformidade com a Justiça Eleitoral. Art. 33 da Lei nº 9.504/1997 e TSE nº 23.549/2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here