Takazono busca apoio da Agraer para agricultura familiar

O diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Enelvo Felini, recebeu o prefeito de Anaurilândia, Edson Stefano Takazono, em audiência.

O encontro foi para tratar sobre as demandas da agricultura familiar do município como insumos agrícolas e novas parcerias que potencializem os serviços de Ater – Assistência Técnica e Extensão Rural.

Recentemente, profissionais da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) estiveram reunidos com o prefeito Edson Takazono com o objetivo de cuidar da agricultura familiar do município.

A comissão técnica foi formada pelo coordenador regional, Sandro Henrique Polloni, a coordenadora municipal, Mirian Carla Brito, e o técnico de Desenvolvimento Rural, Daniel Rocha, que foram recebidos na Prefeitura. A reunião contou também com o servidor municipal Edemir Palmeira.

“A reunião teve o objetivo de discutir as expectativas da nova administração municipal com relação aos trabalhos da Agraer. Aproveitamos o tempo para agradecer a confiança depositada na parceria que está sendo firmada e consolidada através da nova sede da Agraer de Anaurilândia localizada, agora, na Rua São Luiz, n° 960, centro”, disse o coordenador regional Sandro Polloni.

A coordenadora municipal da Agraer de Anaurilândia, Mirian Carla Brito, ressaltou a importância da celebração de um Termo de Cooperação Técnica (TCT), entre Agraer e Prefeitura. “Isso beneficiará os agricultores familiares do município através da prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural. Além do apoio na execução dos projetos e programas de políticas públicas governamentais, entre eles o PAA [Programa de Aquisição de Alimentos] e o PNAE [Programa Nacional de Alimentação Escolar]”.

De acordo com o escritório da Agraer de Anaurilândia, recentemente, foram realizadas ações de fomento na zona rural da cidade, através da parceria da Agência  com a Secretaria Municipal de Agricultura. “Foram distribuídas sementes de milho aos produtores de assentamentos e auxílio com orientação técnica no preparo de solo e colheita do milho para produção de silagem”, concluiu a coordenadora municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *