Gigantes da tecnologia ganham bilhões com uso de dados de pessoas para distribuir anúncios segmentados

Nas quase 10 horas que durou o bombardeio de perguntas feitas por congressistas americanos nesta semana, um dos raros momentos em que Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, sorriu foi ao definir o negócio da rede social. “Nós mostramos anúncios”, disse.

O executivo não foi ao Congresso só para explicar como a empresa lida com privacidade, dizem especialistas ouvidos pelo G1, mas para mostrar como defende o motor de crescimento da companhia, já que é com os dados de seus 2,1 bilhões de usuários que obtém 98% de sua receita bilionária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *