Paraguai assume presidência do Comitê de Saúde Vegetal no Cone Sul

0
10

A coordenação das ações no campo para fiscalização na área de fitossanidade em cinco países será do Paraguai para o biênio 2018-2020. O país assumiu o posto no Comitê de Fitossanidade do Cone Sul (Cosave) em cerimônia realizada no sábado (24), em Assunção. Serão submetidos às medidas Argentina, Chile, Peru, Brasil, Uruguai e o próprio Paraguai.

A informação foi divulgada na segunda-feira (26), no portal La Nacion, informando ainda que o trabalho será gerenciado pelo Serviço Nacional de Qualidade e Sanidade Vegetal e Sementes (Senave).

Segundo o presidente do comitê, Nelson Fariña, a meta da equipe é levar as demandas do comitê para o debate internacional da Convenção Internacional de Proteção de Plantas ou da Organização Mundial do Comércio, entre outros.

“É uma grande responsabilidade dirigir e coordenar projetos com todos os países da Comissão e apoiar a agricultura regional. Por isso estamos planejando diretrizes do que será desenvolvido na gestão”, pontua.

Proteção Fitossanitária

O chefe do Ministério da Agricultura do Paraguai, Marcos Medina, destacou o potencial regional na produção de alimentos e a importância estratégica dos serviços de saúde animal e vegetal.

“Podemos abrir mercados e ter um bom produto, mas se não for certificado, se não chegar às mãos do consumidor com a confiança necessária, o que está sendo feito não tem utilidade, daí a importância dos serviços de qualidade e segurança. “, argumenta.

Cosave

O Cosave conta com 13 grupos técnicos de trabalho, que tratam de diferentes temas como: medidas fitossanitárias, quarentena de plantas, amostragem, inspeção e certificação, saúde florestal, controle biológico, vigilância fitossanitária, produtos fitossanitários, material de saúde e propagação, pragas como a mosca da fruta, Lobesia botrana, Huanglongbing (HLB); e o grupo de trabalho ePhyto, relacionado à certificação fitossanitária eletrônica.

Reconhecimento

Os representantes paraguaios assumem a coordenação do comitê em bom momento, já que o país recebeu também semana passadam avaliação positiva sobre o desempenho econômico, por parte do presidente do BID, Luis Alberto Moreno.

Por sua vez, a Ministra da Economia, Lea Giménez, agradeceu o apoio prestado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) a programas de investimento de alto impacto e, em particular, pelo apoio ao programa Governo Eletrônico, o que significará um grande avanço e qualidade de políticas para os compatriotas.

Fonte: Correio do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here