Militar que matou em cinema tem prisão preventiva decretada

Audiência de custódia realizada no Fórum de Dourados, manteve a prisão do cabo da Polícia Militar, 37, lotado na Ambiental do município de Dourados. O policial é o autor do disparo que matou o bioquímico Júlio César Cerveira Filho, 43 anos, em uma sala de cinema do shopping  da cidade, na última segunda-feira (8 de julho).

Agora, o homem será transferido para o Presídio Militar de Campo Grande. O acusado, Dijavan Batista dos Santos, de 37 anos, foi preso no local do crime e encaminhado ao quartel da PMA, em Dourados.

Conforme o próprio depoimento do PMA, a confusão ocorreu após desentendimento com a vítima por um assento na sala de cinema. Dijavan disse à polícia que a vítima teria dado um tapa em seu filho, provocado e, por fim, tentado tirar sua arma.

Com a discussão acalorada, o policial acabou por disparar na vítima que faleceu ainda no local do crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here