Ministro anuncia repasse de R$ 26,7 mi para a macrorregião de Dourados

Na tarde desta sexta-feira (18) em Dourados, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, anunciou o repasse de R$ 26,7 milhões para a macrorregião de Dourados, composta por 35 municípios.

Os valores serão incorporados às emergências de hospitais, aquisição de equipamentos hospitalares e atenção primária. Com isso, os municípios poderão ampliar a oferta de serviços na rede hospitalar como a realização de cirurgias, exames, atendimentos, habilitação de leitos, entre outros.

No total, o ministério anunciou R$ 26,7 milhões, sendo que R$ 10,3 milhões serão somente para Dourados para custear serviços de média e alta complexidade, oferecidos a moradores de 34 municípios da região.

Outros R$ 13,3 milhões são para 14 municípios da macrorregião, para custeio da média e alta complexidade, o chamado Limite Financeiro de Média e Alta Complexidade (Teto MAC). Contemplan as cidades de Caarapó, Japorã, Iguatemi, Batayporã, Tacuru, Taquarussu, Deodápolis, Vicentina, Antônio João, Douradina, Angélica, Rio Brilhante e Nova Andradina.

O ministro também assinou a ampliação de recursos para o atendimento específico aos povos indígenas e a habilitação do Hospital Municipal de Antonio João para o atendimento especializado aos povos indígenas das aldeias Campestre e Cerro Marangatu da etnia Guarani Kaiowa, onde vivem aproximadamente 829 indígenas.

Para a aquisição de equipamentos, estão sendo liberados R$ 6,5 milhões para unidades de saúde e hospitais de 29 municípios. Entre os materiais que serão comprados estão aparelhos de ultrassom, raio-X, bisturi, cadeira odontológica, cadeira para coleta de sangue, central de nebulização, compressor, desfibrilador, mesa ginecológica e ventilador pulmonar.

De acordo com a assessoria do ministro, também foi disponibilizado um tomógrafo computadorizado no valor de R$ 1,2 milhão para o Centro Regional de Especialidades Dr. João Kayatt, em Ponta Porã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here