Assessor do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) é preso pela Gaeco

0
37

Já não é a primeira vez que o nome de Ricardo Campos Figueiredo, aparece nas páginas policiais. Desencadeada para combater a corrupção na Polícia Militar, a Operação Oiketikus, do Gaeco (Grupo Especial de Combate à Crime Organizado) e da Corregedoria da PM, prendeu o segundo sargento Ricardo Campos Figueiredo, 42 anos.

Com salário de R$ 16,3 mil, ele foi promovido três vezes por ato de bravura e é assessor do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Conforme o Site Campo Grande News, Ricardo foi denunciado por cobrar propina de motoristas flagrados cometendo infração de trânsito em Camapuã entre os anos de 2002 e 2003. Neste caso, ele foi denunciado em 2013 e absolvido no ano seguinte por falta de provas.

Ao todo são 45 mandados de busca e apreensão e 21 de prisão, na Operação Oiketikus, que combate a corrupção entre policiais militares. Eles são suspeitos de envolvimento com a máfia do cigarro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here