Hoje (5), em comemoração ao dia Internacional do Meio Ambiente, a PMA está realizando trabalhos de Educação em todo o Estado. Em Anaurilândia, Policiais Militares Ambientais do Grupamento daquela cidade e representantes da Câmara Municipal realizaram trabalhos de Educação Ambiental para 80 alunos da escola Municipal Paulo Ney e da comunidade.

Foram realizadas palestras e debates com os alunos sobre vários temas ambientais como, resíduos sólidos e a possibilidade e benefícios da implantação da coleta seletiva no município, sobre problemas dos incêndios urbanos, bem como as questões voltadas à fauna, como o tráfico de animais silvestres, caça e pesca ilegais, e sobre a flora, especialmente, sobre os desmatamentos que são a primeira causa de extinção de espécies e que causam vários desequilíbrios, levando a diversos problemas em cadeia, como: erosões, assoreamento, desequilíbrio na distribuição dos recursos hídricos, entre outros.

CAPITAL

Como programado, hoje (5) pela manhã e à tarde, Policiais e as crianças e adolescentes das duas Unidades do Projeto Florestinha da Capital desenvolveram trabalhos de Educação Ambiental para 270 participantes do Instituto Mirim, nas dependências do Instituto. Os trabalhos no Instituto continuam nos períodos matutino e vespertino até o dia 7.

Durante a semana, os adolescentes do Instituto Mirim também recebem a comunidade para trabalhos educacionais, especialmente sobre resíduos e sobre os desperdícios de alimentos, bem como para tratar das questões ambientais, juntamente com os trabalhos do Projeto Florestinha.

Todas as 25 Subunidades da PMA realizam Educação Ambiental. Só o Projeto Florestinha da Capital atendeu mais de 40.705 alunos no Estado em 2017.

PROGRAMAÇÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA PMA NO MÊS DO AMBIENTE ATUALIZADA.

PMA, Projeto Florestinha e parceiros realizarão Educação Ambiental no mês do ambiente para 5.000 alunos, com palestras, teatro, recuperação de área degradada e limpeza de rio.

Campo Grande (MS) – Apesar da greve dos caminhoneiros que preventivamente provocou o cancelamento dos trabalhos de Educação Ambiental do Projeto Florestinha que ocorreriam entre os dias 4 a 8 em Naviraí e de algumas escolas da Capital, no mês do Meio Ambiente (junho), em razão do dia 5 de junho, que é o dia Internacional do Meio Ambiente, a Polícia Militar Ambiental, com o Projeto Florestinha e parceiros, como MS-GAS, Instituto Mirim, SEMADUR. FUNDTUR, Prefeitura Municipal de Sete Quedas e Prefeitura Municipal de Ribas do Rio Pardo realizarão diversos trabalhos de Educação Ambiental na Semana do Meio Ambiente e durante todo o mês na Capital e no Interior.

CAPITAL

(Projeto Florestinha) – À partir das 8h00, entre hoje (5) e 7, Policiais e as crianças e adolescentes das duas Unidades do Projeto Florestinha da Capital desenvolverão trabalhos de Educação Ambiental para 470 participantes do Instituto Mirim, nos períodos matutino e vespertino, nas dependências do Instituto.

Durante a semana, os adolescentes do Instituto Mirim também recebem a comunidade para trabalhos educacionais, especialmente sobre resíduos e sobre os desperdícios de alimentos, bem como para tratar das questões ambientais, juntamente com os trabalhos do Projeto Florestinha.

ESCOLA NO CEA/FLORESTINHA E NO PARQUE ESTADUAL MATAS DO SEGREDO NA CAPITAL

(6 e 7 de Junho) Nos dias 6 e 7, pela manhã, à partir da 7h40, 150 alunos da escola Alceu Viana participam das atividades de Educação ambiental no Projeto Florestinha no Parque Estadual Matas do Segredo (Rua Josefina Mingareli s/n, bairro Jardim Presidente) e, no período vespertino, à partir da 13h30 no Centro de Educação Ambiental Florestinha (CEA FLORESTINHA), no Parque Cônsul Assaf Trad, à Avenida Assaf Trad, ao lado do Condomínio Alphaville.

INTERIOR

MUNICÍPIO DE RIBAS DO RIO PARDO (LIMPEZA DO RIO PARDO) – No dia 9 de junho(SÁBADO) Policiais Militares Ambientais de Campo Grande, a Prefeitura Municipal, pescadores profissionais e amadores, bem como os ribeirinhos e a comunidade, com expectativa de participação de 12 embarcações realizarão a limpeza do rio Pardo. As atividades partem do balneário Mantena, à Usina Hidrelétrica Mimoso. É o 12º ano consecutivo que a limpeza do rio é realizada.

DISTRITO DE ÁGUAS DO MIRANDA, EM BONITO (dia 19) – Neste mês, no dia 19 (data divulgada errada anteriormente), ainda haverá atendimentos a escola e à comunidade do Distrito de Águas do Miranda, em parceria com Fundação Estadual de Turismo (FUNTUR), com perspectiva de atendimentos de 500 alunos e pessoas.

DISTRITO DE PIRAPUTANGA, EM AQUIDAUANA (dia 20) – no dia 20 (data divulgada errada anteriormente), serão atendidas a escola e à comunidade do Distrito de Piraputanga, também em parceria com Fundação Estadual de Turismo (FUNTUR), com perspectiva de atendimentos de 500 alunos e pessoas.

MUNICÍPIO DE SETE QUEDAS – Durante uma semana, no final do mês de junho, serão atendidos em Educação Ambiental pelo Projeto Florestinha da Capital, aproximadamente 3.500 alunos de escolas urbanas e rurais do município de Sete Quedas. Além disso, haverá um dia de campo com plantio de mudas em recuperação de uma área degradada no município.

PROJETO FLORESTINHA – EDUCAÇÃO AMBIENTAL CONTINUADA

Os trabalhos de Educação Ambiental da PMA são permanentes e não somente nas semanas comemorativas. Na Capital e Interior são atendidos em média 15.00 alunos por ano. Em 2016 foram atendidos 21.705 alunos e, no ano passado, foram atendidos 40.715 alunos de escolas da Capital e Interior.

Os trabalhos de Educação Ambiental são desenvolvidos no formato de oficinas temáticas. São elas:

1. Reciclagem de papel, com palestra sobre os problemas relacionados aos resíduos sólidos.

2. Visitação ao museu de animais e peixes taxidermizados e materiais utilizados em crimes ambientais (empalhados), com palestra sobre fauna, pesca, atropelamentos de animais silvestres, etc.

3. Apresentação do teatro de fantoches, com peças sobre as questões ambientais, como: desmatamentos, incêndios florestais e resíduos sólidos, etc.

4.  Ciclo da Água, com palestras sobre o ciclo, uso sustentável, poluição e escassez dos recursos hídricos.

5.  Casa da Energia – Trata-se de uma maquete de uma residência com todos os locais de consumo de energia (lâmpadas, chuveiros, ar condicionado, geladeira, micro-ondas etc.). Com esta oficina é realizada a discussão e informação sobre os tipos de energia e a importância ambiental de se economizar este recurso.

6. Plantio de mudas nativas, com palestra sobre flora (Desmatamento, erosão de solos, controle de poluição, assoreamento), preservação, conservação e uso racional dos recursos hídricos.