Foto: PMA

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia receberam ligação de um morador do assentamento Serra, em Paranaíba, o qual afirmava que havia descoberto que seu vizinho de lote havia matado seu cachorro de estimação a tiros. A PMA foi ao local ontem (16) no início da tarde e o assentado confirmou que teria descoberto que seu vizinho teria uma espingarda, com a qual haveria abatido seu cachorro.

Os policiais foram até a residência do acusado de 47 anos, o qual confessou que realmente teria abatido o animal. O infrator afirmou que o cachorro atacava constantemente suas galinhas e patos, às vezes ferindo as aves. Ele apresentou a arma do crime, uma espingarda calibre 32 com munições. A arma não possuía documentação e foi apreendida.

O fato ocorrera no dia 13 de madrugada, porém, somente ontem (16) à tarde, o proprietário do cachorro teria descoberto o crime e acionou a PMA. O acusado recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Paranaíba, juntamente com o material apreendido. Ele responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de três meses a um ano de detenção. O autuado também responderá por posse ilegal de arma de fogo, com pena de um a três anos de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 500,00.