O deputado federal Luiz Henrique Mandetta do DEM (Democratas) falou sobre as intenções do Democratas e possibilidades de representações a frente de parlamentos nas eleições 2018, em entrevista ao Grupo Capital de Comunicação,  ao programa Tribuna Livre.

“Há um consenso entre o partido para que saia do tamanho que tá para maior, temos que manter os deputados federais e aumentar o número de senadores. Acertando a vaga do Murilo Zauhit que pode ser no MDB ou no PSDB, eu acredito que o partido ficaria bem contemplado em ter uma candidatura no majoritário, deputado federal e estadual e além do senado, porque não a vice-governadoria, uma vez que o partido representa uma grande proximidade entre Campo Grande e Dourados, sendo muito forte nesse eixo, onde os candidatos estão batendo as portas do DEM dioturnamente”, aponta.

Questionado sobre ao lado de quem, o DEM irá caminhar nas eleições 2018, Mandetta afirmou que até a próxima sexta-feira (13), o presidente do DEM deve anunciar qual será a parceria política do partido.

A melhor via pela visão do deputado Mandetta seria, “Murilo Zauhit ao Senado, Zé Teixeira a vice-governador é uma outra possibilidade muito boa, é um homem de 8 mandatos, representa toda a macroregião de Dourados e qualquer pessoa que for administrar Mato Grosso do Sul, o Zé agrega com os contatos políticos. O Murilo para o Senado, foi duas vezes deputado estadual, federal, vice-governador, disputou senado federal e ganhou em Campo Grande, foi muito boa a campanha dele em relação a do Moka, volta sendo 7 anos prefeito de Dourados, pode ser muito boa a campanha dele para Senador”, diz Mandetta.

Segundo Henrique Mandetta, “Ninguém está fazendo nada a portas fechadas, todos os detalhes estão sendo conversados as claras dentro do partido e com as prováveis parcerias”, conclui.