Em entrevista exclusiva à Rádio Diamante FM, ao programa “A Bronca do Eli”, com o Jornalista Eli Sousa, o presidente regional do Pros e pré-candidato a deputado federal, Fabrício Venturoli, nasceu no município de Suzano-SP, em Mato Grosso do Sul, representa a população e a região do município de Três Lagoas, e é membro do Pros desde a fundação.

Fabrício foi professor de Educação Física e Treinador Esportivo de Ginástica Olímpica por mais de 10 anos. Ajudou muitos atletas a conquistarem títulos importantes em competições regionais, estaduais, nacionais e internacionais. Além desta, outra ocupação do pré-candidato é Auditor fiscal da Receita Estadual de Mato Grosso do Sul concursado, tornou-se bacharel em Direito e concluiu um MBA em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação. Além disso, Venturoli realizou uma pós-graduação em Direito Tributário. Participante ativo de atividades sociais e solidárias, relacionados a associações e Igrejas, Fabrício foi presidente do capítulo da ADHONEP – Associação de Homens de Negócios, de Paranaíba – MS.

Questionado sobre a sua carreira política, Fabrício Venturoli destaca o convite recebido pelo Pros, o motivo que o levou a aceitar o convite, as disputas já realizadas em outras eleições e a bandeira defendida por ele dentro do partido, Segundo pré-candidato, “Recebemos o convite do Pros, analisando os partidos, o Pros foi criado com o principal foco na questão da redução da carga tributária e na eficiência dos serviços públicos e para nós que somos auditor da Receita Federal, e conhecendo o sistema, nos aproximamos do partido em 2013, enfrentamos a primeira disputa eleitoral para o cargo de Deputado Federal em 2014. Continuamos defendendo essa bandeira e vamos buscar fazer o melhor pelo Mato Grosso do Sul”, diz pré-candidato Fabrício Venturoli.

Com relação a tributos, o Brasil é um dos Países que mais se paga impostos, como fazer para reduzi-los, Fabrício aponta que, “O Brasil é o 55º aproximadamente em impostos, um dos grandes problemas é a má distribuição dessas cargas, o nosso País tributa pesadamente a produção e o consumo, de forma que os menos favorecidos, classe média, funcionários públicos, pequenos empresários, arcam com uma carga muito maior do que os demais segmentos, e isso é ruim, porque tudo aquilo que é praticamente de renda para os menos favorecidos, vai quase tudo para consumo. Hoje, cerca de 49% da tributação é no consumo, no EUA é 17% então, os produtos são mais baratos. O Pros foi para o Texas para verificar o custo da energia e da telefônica, o custo é mais cara para produzir e é metade do preço que pagamos, os salários são menores, então a forma de tributação agressiva no consumo, acaba gerando regressividade, sendo um fator agravante para geração de renda. Somos um dos países que tem mais desigualdade social por conta dessa tributação”, diz Venturoli.

Pré-candidato Fabrício Venturoli destaca a necessidade de conscientizar a população com relação a cobrança agressiva de tributos, política, necessidade e forma de melhorias em diversas situações, além da conscientização de que é necessário o cidadão exercer a democracia e o poder de voto, “Precisamos conscientizar a população sobre essas necessidades, uma vez que é através do nosso voto que exercemos a democracia. Pela Lei o que conta são os votos válidos, se metade ou mais não forem exercer o seu poder de voto, o que vai valer é a minoria que foi prestar o seu voto nas urnas. É onde temos a oportunidade de avaliar, escolher e se sentir parte da representação. Temos que participar mais da vida política, algum partido, poder escutar e discutir com os partidos as necessidades da nossa cidade e região”, enfatiza.

A convenção do Pros será realizada no dia 22 de Julho, sem candidatura a governo, senado e presidência, destacando deputados estaduais e federais no partido. “Ainda não definimos as coligações, estamos avaliando os projetos e propostas, assim como as coligações proporcionais que para nós são importantes”, diz Fabrício Venturoli.

O Pros está presente em 71 municípios, com 20 vereadores no Estado, “Estamos nos comunicando com todos os municípios, nos fortalecendo nas bases, temos apoio da Fenafisco, Sindifisco-MS, Anfip, juntas investiram cerca de R$ 500 mil reais, cada entidade, lançamos um livro com um diagnóstico da reforma tributária, analisando os aspectos positivos e negativos, onde em um Fórum realizado em São Paulo trouxemos debates sobre as rendas, consumo, etc, para que a própria economia possa girar, melhorando o trabalho, a renda, os investimentos, etc. A sociedade e muitas pessoas não sabem que a participação do sistema financeiro nesse sistema, é onde vemos que os altos juros, empréstimos, valores elevados estão em movimento. Tudo que é arrecadado pelo governo, divide esse bolo, pega quase metade, o que volta para os bancos. Como o País vai investir na saúde, educação, se quase metade volta para os Bancos”, questiona Fabrício Venturoli.

Destacando o nome limpo e os trabalhos desenvolvidos, buscando não decepcionar a população, pré-candidato a deputado federal, aponta a facilidade em buscar informações sobre os pré-candidatos e acompanhar os serviços realizados pelos políticos atualmente,“Hoje as redes sociais, a imprensa, a internet ajudam mais a população a conhecer o político, trabalhamos ao longo de 18 anos, com milhões de reais, temos o nome limpo e esperamos não decepcionar a população”, conclui.