A secretária administrativa do Educandário Getúlio Vargas, Giovana Soraia Geraldi, participou de  uma reunião com o vereador Odilon de Oliveira para apresentar as necessidades da instituição e para buscar parceiros para conseguir custear projetos para este ano.

Para o vereador, o educandário sempre foi referência em cuidar de crianças carentes, por seu currículo pedagógico adequado a idade, atendimento integral e atividades extracurriculares na área da cultura. “Por isso é necessário essa participação nas demandas da instituição para que ela consiga prosseguir com os trabalhos e atender a população”, esclarece.

O município repassa verba ao educandário, mas, segundo a secretária, o valor repassado chega a apenas 15% das despesas mensais. Com 13º e férias, esse valor extrapola o repasse, por isso a instituição conta com a solidariedade de parceiros para dar continuidade aos trabalhos.

Para ingressar na escola, as famílias passam por uma avaliação da assistente social, para comprovar a baixa renda. Após ser aceita, a criança passa a ter um atendimento em período integral, com quatro refeições, além de todo o currículo pedagógico adequado a idade e atendimento médico, odontológico, psicológico, fonoaudiológico, social, atividades de lazer, cultural, orientação moral e religiosa, iniciação esportiva, oficinas profissionalizantes e educativas.

 

Kiohara Schwaab