Programa Integrado Intersetorial de Colaboradores Voluntários vai reforçar parcerias contra Aedes aegypti

A realização de um sonho. Foi o que representou para o gerente técnico da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais – CCEV -, Marcos Luiz de Oliveira, a assinatura do Decreto 13.766, que instituiu neste mês, em Campo Grande, o Programa Integrado Intersetorial de Colaboradores Voluntários.

Oliveira teve como grande apoiador o líder do prefeito na Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Chiquinho Telles (PSD). Segundo ele, a ideia está sendo implantada nas empresas, tanto instituições públicas como privadas, onde o colaborador voluntário recebe capacitação e treinamentos para o combate do mosquito Aedes aegypti.

Desde 1994, Marcos Luiz de Oliveira sonhava implantar o programa, mas somente agora, com o incentivo de Chiquinho Telles e a sensibilidade do prefeito Marquinhos Trad (PSD), encontrou o apoio necessário para torná-lo realidade.

Com a implantação do programa, Marcos Luiz acredita que vai diminuir o número de denúncias contra as grandes empresas, fazendo com que elas se tornem parceiras no combate ao Aedes aegypti. “A própria empresa vai escolher os funcionários que vão ser capacitados para olharem os possíveis criadouros do vetor transmissor da dengue, zika e da chikungunya”.

O Vereador expôs que é fundamental estimular programas que firmem parceria com a sociedade. “Iniciativas como essa, que visam o bem comum, sempre terão o meu respaldo”.

SELO INSTITUIÇÃO PARCEIRA DA SAÚDE – O programa consiste ainda em premiar as empresas que se mantiverem, por um período de seis meses, livres do risco de proliferação do Aedes aegypti. Elas vão receber o Selo “Instituição Parceira da Saúde”. Já os colaboradores voluntários, detalhou Marcos Luiz, vão receber Menção Honrosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here