MIS exibe documentário com entrada franca que retrata falência do combate às drogas

0
5

O Clube do Cineclube, tradicional projeto do circuito audiovisual sul-mato-grossense executado no Museu da Imagem e do Som (MIS), exibe nesta quinta-feira (26 de abril), às 19 horas, o documentário Cortina de Fumaça, do diretor Rodrigo Mac Niven. A apresentação será conduzida pelo THCine, de Campo Grande e a entrada é franca.

O documentário de 88 minutos apresenta depoimentos de profissionais brasileiros e estrangeiros de diferentes áreas do conhecimento, como médicos, neurocientistas, psiquiatras, policiais, advogados, juízes de direito, pesquisadores e representantes de movimentos civis.

O filme fala sobre a relação entre o ser humano e as drogas psicoativas; revela a discordância entre a atual classificação das drogas e o conhecimento científico sobre essas substâncias; discute a situação particular da Cannabis (maconha), seu uso industrial e medicinal; levanta fatos relacionados ao surgimento dos projetos proibicionista e aponta para o colapso social que algumas cidades, como o Rio de Janeiro, vivem por causa da violência e da corrupção.

Cineclube

As atividades do THCine foram iniciadas em 2013 após a participação de seus respectivos membros no encontro Cúpula Canábica, parte da programação do Rio +20, um dos maiores eventos ambientalistas do mundo. Deste encontro surgiu o Coletivo Gramado, que dentre outras atividades, passou a organizar sessões cineclubistas em torno da questão do antiproibicionismo da Cannabis no País.

Com o objetivo de fomentar o debate a respeito da legalização das drogas, cresceu com a união de outros coletivos antiproibicionistas que também organizavam o movimento social Marcha da Maconha.

De acordo com seus participantes, a proposta de exibição de diversos documentários sobre a temática das drogas e o fracasso da proibição e da guerra contra elas objetiva levar informação através do cinema para o maior público possível e romper com esse tabu.

A exibição de Cortina de Fumaça acontece nesta quinta-feira (26.4), às 19 horas no MIS, que fica no 3º andar do Memorial da Cultura, na avenida Fernando Correa da Costa, 559, Centro. A entrada é franca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here