Buscando alcançar o sucesso com um estilo descontraído e um som contagiante, os meninos do +55 estão conquistando o coração do público de todo o Mato Grosso do Sul, os jovens realizaram um show na abertura do Encontro de Relíquias, que ocorreu entre os dias 08 e 10 de junho.

A banda +55 é formada por Wagner dos Santos Alves Filhos, de 27 anos, nascido em Aquidauana, e David Monte Alegre de Andrade Silva, de 22 anos, natural de Campo Grande.

Os dois jovens vivem somente da música entre os relatos destacam algumas situações já vividas por eles na busca pelo sucesso, “Eu, Wagninho, tenho 11 anos de estrada e já passei por vários outros projetos, inclusive bandas da Bahia que rodaram todo o nordeste com shows. O Davi tem 3 anos de estrada e, antes de formarmos o +55, ele tocava em um projeto solo. Nesse nosso projeto, já temos 10 meses juntos”, diz Wagner.

Wagner destacou a agenda musical da banda, “Ainda estamos rodando somente o Estado. Fizemos show em Aquidauana, tocamos bastante em Campo Grande, na próxima semana vamos para Ponta Porã e, no dia 19 de agosto, nos mudaremos para São Paulo, onde queremos trabalhar o nosso som”, enfatiza.

Com relação a identidade do +55, os músicos foram não querem rotular, porém apostam no estilo próprio, “A gente não curte rotular, mas a gente sabe que isso sempre vai acabar rolando. Temos um som muito próprio, muito nosso. A gente juntou tudo o que a gente curte ouvir e fizemos uma pegada pop, funk soul, hip-hop e uma pitada de cotidiano”, disseram, complementando-se.

Encontro de Relíquias

Para o músico David, “Eu gostaria de agradecer ao apoio do Governo do Estado, que não mediu esforços para que o evento acontecesse da melhor maneira possível. Foi tão sensacional que eu nem lembrei que estava frio na hora que estávamos no palco, tava até suando de emoção. Espero que a gente volte logo”, disse, com riso fácil.

Wagninho também completou o agradecimento. “Foi incrível, fomos muito bem recepcionados, muito bem tratados. Tocar na minha cidade natal teve uma vibe fora do comum. Apesar do frio, o pessoal ficou e curtiu com a gente até o final! Foi lindo e ficamos muito gratos à toda organização do evento, ao Rhobson Lima, ao pessoal da Secretaria de Cultura de Aquidauana. Queremos voltar muitas outras vezes”, falou.

Os músicos são gratos a alguns amigos e pessoas que apostaram no talento dos dois, fortalecendo a carreira e auxiliando no trabalho dos jovens. “A gente tem muita gratidão por todo mundo que faz parte do +55 direta e indiretamente, todos que acreditaram, abraçaram a ideia e fizeram acontecer… Primeiramente a Deus, pois, na realidade, sem a mão dEle nada aconteceria… Depois às nossas famílias, ao Fabinho Adames do Estúdio O2, que foi o primeiro a apoiar a gravação do POCKET DVD, que a gente lançou há duas semanas… À nossa Gravadora 3 Sons, que nos lançou a nível nacional em todas as plataformas digitais, como o YouTube, onde, inclusive estamos com quase 100 mil visualizações na música de trabalho em apenas 2 semanas de lançamento… Aos músicos que gravaram com a gente, principalmente o Chicão Castro, que ajudou demais nos ensaios, dirigiu totalmente o ensaio do DVD. O Arthur Rostey que compôs com a gente todas as musicas e produziu todas as comigo, ao Jarbas, nosso ‘batera’ que também é de Aquidauana.  Agradecemos ao Grillo, nosso guitarrista, ao DJ Magão, que chegou com o flow que deu a cara do ‘rolê’, somou muito no som, deixou muito com nossa cara, ao TG, nosso baixista também. Agradeço também ao pessoal do 21 Music Bar, que cedeu a casa pra gente gravar, e a todos os fãs que estão assistindo, compartilhando, ajudando a divulgar… Enfim, gratidão a todos que estão junto com a gente, formando a familia +55!”.